28 de agosto de 2009

Trilha que marca a vida - "Quatro por Quatro"

Boa noite queridos espectadores da coluna "Trilha que marca a vida". Hoje a sua coluna favorita traz como tema principal, a telenovela brasileira de grande sucesso "Quatro por Quatro".





Quatro por Quatro foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo, entre 24 de outubro de 1994 e 22 de julho de 1995, contou com 233 capítulos. Foi escrita por Carlos Lombardi e dirigida por Ricardo Waddington, Alexandre Avancini e Luiz Henrique Rios.

Trama

Ângela é a menina que sonha em conhecer o verdadeiro pai, Bruno, o médico que não conseguiu salvar a mulher a quem amava, Mércia, no momento do parto. Traumatizado com a perda, entregou a criança para ser criada pelo primo Gustavo, e foi refugiar-se na Amazônia, fugindo de todos e do passado. Mas o passado está de volta na figura de Suzana, uma sósia de Mércia que na verdade é sua irmã gêmea, e que enlouquece Bruno num jogo de sedução. De volta ao Rio de Janeiro, Bruno está disposto a reconquistar a filha, mas terá que enfrentar Gustavo , na verdade seu tio bastardo, que detém a guarda de Ângela.
Gustavo é um famoso médico, casado com pseudo-dondoca Abigail, uma psicóloga que sempre lutou para manter o casamento fracassado. Humilhada pelo marido, Abigail decide dar a volta por cima e se vingar de Gustavo. Após um incidente no trânsito, ela vai presa com outras três mulheres com histórias parecidas, também humilhadas pelos seus respectivos homens:a batalhadora Auxiliadora, que sempre lutou para fazer com que o marido, Alcebíades, prosperasse com o seu negócio de padarias, mas que foi trocada por uma garota bem mais jovem, a interesseira Elisa Maria, e expulsa de sua própria casa por Alcebíades;a tímida Tatiana, que foi abandonada no altar pelo noivo, Fortunato;e a manicure e furacão Babalu, que deu o maior flagrante no namorado, o mecânico Raí, na cama com outra mulher.

Na cadeia, as quatro mulheres unem forças e travam um pacto de vingança contra os homens que as traíram e as fizeram sofrer:cada uma será responsável pela punição do "ex" da outra. Abigail fingirá ser a irmã "pupu" de Alcebíades para infernizar a noivinha Elisa Maria e retomar os bens de Auxi. Auxiliadora por sua vez irá se passar por uma espanhola para descobrir as falcatruas do médico mau carácter e também se passará pela hilária mulata Maria do Socorro. Tati fingirá ser uma mineirinha recatada para humilhar o mecânico Rai.







Curiosidades:

Exibida entre 24 de outubro de 1994 e 22 de julho de 1995 em 233 capítulos.
Quatro Por Quatro foi um grande sucesso do horário das 19h00, com média geral de 45 pontos no Ibope, porém sua audiência foi muito inferior a sua antecessora, A Viagem, que teve média de 57 pontos. Tal sucesso fez com que a novela passasse de 150 capítulos, para 233, se tornando a novela mais longa do horário das 19h00, de todos os tempos.
"Quatro por Quatro" foi reapresentada na sessão Vale a Pena Ver de Novo de 31 de agosto de 1998 a 12 de março de 1999, em 140 capítulos, com a excelente média de 27 pontos no Ibope.
Originalmente a novela se passaria em São Paulo, mas a urgência de prazo a deslocou para o Rio de Janeiro. A sinopse foi solicitada ao autor quando acabou a Copa do Mundo de 1994, quando o autor pensou que só escreveria novamente, em março de 1995. Por isso, a trama foi ambientada nos bairros do sul ao norte da cidade do Rio de Janeiro.
Os papéis de Elizabeth Savalla, Betty Lago, Cristiana Oliveira e Letícia Spiller foram criados para Regina Duarte, Vera Fischer, Malu Mader e Adriana Esteves, que estavam com contrato de exclusividade com a emissora, que recusaram, por diversos motivos. No entanto, as primeiras acabaram por tornar suas personagens inesquecíveis e a novela uma grande sucesso de audiência.
A trama foi um grande sucesso em 1994, fazendo com que Babalu, personagem de Letícia Spiller ficasse marcada até hoje em sua carreira. Seu romance com Raí, personagem de Marcello Novaes deu tão certo na novela, que eles se acertaram fora de cena também, se mantendo casados, por vários anos.
A novela fez lançamentos arriscados e muito bem sucedidos. Colocou como protagonistas os atores Marcello Novaes, como o mecânico "galinha" Raí e Tato Gabus Mendes, como o impagável hipocondríaco e "corno manso" Alce.
Destaque para a veterena Elizabeth Savalla e a iniciante Betty Lago, que brilhou com sua Abigail, mostrando que era uma ótima atriz e garantindo humor refinado à história, no entanto a grande revelação feminina da novela foi a atriz Letícia Spiller, com a sua impagável Babalu.
Marcou a volta da atriz Elizabeth Savalla, após anos afastada das novelas dedicando-se ao teatro. A sua personagem, uma simplória dona de casa chegaria a se disfarçar como a mulata Maria do Socorro, na favela da Rocinha, em meio às confusões hilárias da trama.
O nome de Elizabeth Savalla encabeçava os créditos de abertura. Entretanto, as personagens de Betty Lago e de Letícia Spiller tiveram destaque muito maior. Embora a personagem Auxiliadora fosse muito importante dentro do universo da novela, houve momentos em que Elizabeth Savalla ficava dias sem aparecer, o que gerou descontentamento da atriz, que chegou a solicitar sua saída da novela, o que não foi atendido pela direção da emissora, e gerou um mal estar com Lombardi, que se "vingou" deixando a personagem de lado por vários momentos. Numa entrevista ao Estado de São Paulo, Lombardi chegou a dizer que não estava disposto a atender caprichos de nenhum ator ou atriz. Caso semelhante ao de Elizabeth Savalla ocorreu com Glória Menezes em Vira Lata mas neste caso a atriz saiu definitivamente da novela, onde seu nome também era o primeiro a ser grafado nos créditos de abertura originais. Casos como esse são comuns em tramas de Carlos Lombardi, que cria muitos personagens para suas novelas, mas acaba centralizando em alguns poucos durante o desenrolar da trama.
Diogo Vilela também tem problemas com Lombardi e abandona a trama logo no inicío da novela. Com um dos casais principais desfalcados, o autor da novela investe em um novo par romântico. A insegura Tati, personagem de Cristiana Oliveira teria sido apaixonada pelo médico Bruno, personagem de Humberto Martins, na adolescência, e reviveria esse amor na nova fase da vida. Humberto Martins e Cristiana Oliveira viveriam um novo par romântico, 3 anos depois, em 1998, na novela Corpo Dourado, como os protagonistas Chico e Selena. Eles também se cruzariam em O Clone, 6 anos depois, em 2001. Ela, como a vilã Alicinha e ele, como seu ex-marido, Aurélio.
Tatyane Goulart e Eduardo Caldas, a dupla mirim de Felicidade, novela de Manoel Carlos, exibida em 1991, voltaria a se encontrar em Quatro por Quatro. Ela, como Ângela e ele, como Dinho.
A trama ajudou a formar casais na vida real: o mais famoso foi sem dúvida Letícia Spiller e Marcello Novaes. Outro relacionamento é o de Lizandra Souto com o jogador de vôlei Tande. O jogador apareceu em apenas um capítulo da trama como um amante que levava roupas sujas para a moça lavar. Ambos tem filhos desses relacionamentos.
Este foi o último trabalho de Lizandra Souto na TV. Depois de Quatro por Quatro, ela se dedicaria somente à família.


Trilha sonora:

Excelente trilha sonora internacional, com grandes sucessos do ano de 1995, como Always, com Bon Jovi, Short Dick Man, com Gillette, Kiss And Say Goodbye, com N-Phase, It's A Rainy Day, com Ice MC, Goodnight Girl, com Wet Wet Wet, What Did You Do, com Double You, Take A Toke, com C+C Music Factory, Everlasting Love, com Gloria Estefan, Sundown, com Gordon Lightfoot, dentre outros.




Trilha sonora nacional:

O Chamado -
Marina Lima (tema de Suzana)
Guru -
Dalto (tema de Vinícius)
Carro e Grana -
Leoni (tema de Ralado)
Se Eu Me Apaixonar (When I Fall In Love) -
Rosana (part. especial. Edmon) (tema de Tatiana)
Paixão -
Alceu Valença (tema de Raí)
Sempre Te Quis -
Daniela Mercury (tema de Clarice)
Picadinho de Macho -
Sandra de Sá (tema de abertura)
Dança da Solidão -
Marisa Monte (com Gilberto Gil) (tema das quatro vingadoras: Babalu, Tatiana, Auxiliadora e Abigail)
Clube da Esquina II -
Flávio Venturini (tema de Bruno)
Metade -
Adriana Calcanhoto (tema de Babalu)
Tão Linda - Conexão Japeri (tema de Pedrão)
Saudade -
Nana Caymmi (tema de Auxiliadora)
Indeciso Coração - João Bosco (tema de Abigail)
Alguém Como Tu - Dick Farney (tema de Fátima)






Trilha internacional:

Always -
Bon Jovi (tema de Bruno)
Short Dick Man -
Gillette (tema de Danilo)
Kiss And Say Goodbye -
N-Phase (tema de Ralado e Duda)
It's a Rainy Day -
Ice MC (tema de Pedrão)
I Swear - Bill Power
Goodnight Girl -
Wet Wet Wet (tema de Ângela)
Drop On By - Peter Valentine (tema de Gustavo)
What Did You Do (With My Love) -
Double You (tema de Tatiana)
Take a Toke -
C & C Music Factory (tema de Raí e Babalu)
Everlasting Love -
Gloria Estefan (tema de Abigail)
Sundown -
Gordon Lightfoot (tema de Clarice)
Is This The Love? -
Masterboy
Baby It's You -
Smith (tema de Vinícius)
Gimme Gimme Your Love - Cameleon (tema de Paula)






Espero que vocês tenham gostado.

Até mais!

Um comentário: